Inspire-se!

Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente, você estará fazendo o impossível.

São Francisco de Assis

.........................................................................................................

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Eu Acredito


(Imagem tirada da internet)


Eu acredito
Nas faíscas reluzentes do teu olhar.
Quando me dizes tudo que ocupa teu interior.
Quando me encontro no teu interior.

Eu acredito
Quando meu coração diz que dentro dele você habita
E que precisa disso para continuar a sorrir,
Que precisa do teu coração para sorrir.

Eu acredito
Que não sou mais eu, somos você e eu.
Meus pulmões precisam do teu ar para respirar.
Sentir o ar quente correr por eles e respirar.

Eu acredito
No teu olhar me falando coisas sem pronunciar uma única palavra,
Nas promessas futuras, nos sonhos, nos sorrisos.
No desejo de poder sentir isso pelo resto da minha existência.

E eu acredito...

Acredito que será para sempre.
E mesmo que muitos digam que o “para sempre” não exista,
Passará a existir, de agora em diante,
Porque, simplesmente, eu acredito!
E acreditar faz toda diferença.


Força



(Imagem tirada da internet)



Esse mês minha força quer descansar,
Agüentou mais que podia.
Segurou por muito tempo
A corda a qual estou a segurar na outra extremidade.

Força não corra de mim,
Não me abandone à fraqueza.
Não agora que suportei demais,
Que fui forte como nunca.
Não agora que meu coração precisa mais de ti.

Diz isso... Diz que ainda terei uma dose de você
Até que chegue o dia que meu peito jubiloso sorrirá.

Até que o tempo resolva caminhar mais depressa.
E eu encontre o aconchego de um abraço
Por tanto tempo esperado.
Força lembre-se que você me mantêm acordado.
E se você partir poderei ser inundado
Por outra força ― a das lágrimas úmidas.

Diz isso... Diz que ainda terei uma dose de você
Até que chegue o dia que meu peito jubiloso sorrirá.
Sorrirá com júbilo.


Pequeno Coração²



(Imagem tirada da internet)

Pequeno coração,
Por que se sente assim?
Há tanto amor dentro de você
Que chega a emergir pelos poros da pele
E desce como rios de lágrimas pelos olhos.

Pequeno coração,
Distancie essa tristeza.
Não tente segurar o pranto agudo
Aprecie a cura que te é dada pelo amor.
Fique quieto, pequeno coração.
Fique quieto...

Coração minúsculo, frágil como cristal.
Forte como diamante pode se tornar.
Aprecie a cura que é dada pelo amor.

Pequeno coração,
Por que se sente assim?
Não deverias estar sorrindo?
Mate a angústia e a mágoa em você.
Coração minúsculo
Fique quieto.

Significante coração, frágil como cristal.
Forte como diamante pode se tornar.
Aprecie a cura que é dada pelo amor.

Mas se preferir,
Deixe nesse brando pranto uma lágrima rolar.


  *Inspirado em "Tiny Heart" by Flyleaf

Quem Devo Ser


(Imagem retirada da internet)


Sinto nas pontas dos meus dedos
Esse toque macio de felicidade
Que paira ao meu redor.
É só um sorriso brando de ternura.
É só um sorriso e um pouco de candura.
Sinto próximo ao meu rosto
Esse toque doce de felicidade
Que beija meus lábios.
É só o sorriso sincero da esperança.
É só um sorriso e um pouco de confiança.
Sinto-me presente no seu passado
E confiante no nosso futuro,
Sinto-me mais eu.
Sinto quem devo ser.


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

No Fim um Novo Começo


(Imagem tirada da internet)


São só cicatrizes marcando sua pele. E no seu olhar vazio pode-se ver um pedido de ajuda. Tiraram o que ela mais apreciava. Em seu peito há um suspiro acorrentado. A respiração ofegante não é o único sinal de vida aparente. Há uma lágrima solitária percorrendo seu rosto.
Ela considera a hipótese de entregar os pontos e deixar o último suspiro partir para além do sofrimento daquele momento. Mas ela sabe que sua força é inquieta e não permitirá uma entrega fácil. Contudo, só há sussurros. Os sons dissiparam-se sem deixar ecos.
Ela sente sua mão ser erguida. Há luz... Há um caminho... Há uma esperança... A luz é branca. E ela sorri... Distante. A mão da vida a segura e seu suspiro é retido preenchendo seus pulmões novamente com o sopro da vida. Mesmo no ultimo momento de força, a vontade de continuar respirando prevalece. Sentindo como se tivesse nascido novamente. Outra vida, outra luz... Outro caminho. Houve esperança. E a mesma luz branca, que é a união de todas as outras cores, simboliza o mais puro e inquietante desejo de viver.


sábado, 15 de outubro de 2011

Meio Dia


(Imagem tirada da internet)

Nunca olhei tão profundamente
A ponto de encarar todos os meus medos interiores.
Cada toque está a ponto de rasgar
O tecido fino que envolve minha saudade.
E em meio às paredes se encontra um pensamento.

Eu acendi a luz e estou sorrindo.
Pronto para receber teu sorriso.

Meio dia, outro dia.
As duvidas anteriores, aquelas interiores
Dissiparam-se como poeira fina.
Cada sussurro me dá certeza de que será por muito tempo.
Até quando isso me fizer liberar
Um sorriso capaz de preencher meu peito.

Acendi a luz e estou cantando.
Pronto para receber sua voz.

Você se lembra o quanto dizíamos estar felizes?
Essa sensação volta hoje, por você.
E eu me permito senti-la novamente, agora.
Não da boca para fora.
Digo porque esse sorriso não me deixa mentir.

Acendi a luz no meu peito e estou respirando.
Pronto para viver e receber-te novamente.
Por longos e longos períodos de felicidade.


domingo, 2 de outubro de 2011

Olhe para mim


(Imagem tirada da internet)


Sinto minha mente vazia,
Mas com meu espírito pleno.
Não sei como deixar fluir o que estou sentindo.
Então desejo erguer meus braços o mais alto possível,
Alcançar as nuvens e receber o máximo
De bênçãos que possa ser derramado.

Não escondo mais meu rosto.
A vergonha não é algo que eu possa ter em demasia.
Deixo que meu sorriso reflita nos olhos alheios.
E me abraço em um suspiro aliviado.

Então, mostre-me como deixar essas palavras fluírem.
Mostre-me onde foi parar minha inspiração.

Meus dias são mais meus.
E meu peito quis respirar longe de tudo.
Meu coração parecia estar em uma encruzilhada.
Aonde ir? O que fazer?
Largar tudo ou suportar tudo?

Mostre-me como deixar esses pensamentos constantes.
Mostre-me onde foram parar meus sentimentos.

Diga deixe a chuva molhar meu rosto
Enquanto eu danço com meus sentimentos confusos.
Enquanto eu me deixo repousar nos seus braços novamente.
Através de todas as palavras ditas e sonhos vividos
Apenas olhe para mim e sorria.

Algumas das imagens contidas nesse blog foram retiradas da Web. Se acaso alguma fotografia lhe pertença entre em contato e ela será removida ou receberá os devidos créditos (fica a critério do autor da imagem).


© gdeinspiracao.blogspot.com. Todos os direitos reservados. A cópia ou reprodução parcial ou total não-autorizada de qualquer obra contida nesse Blog está estritamente proíbida.

Plágio é crime!