Inspire-se!

Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente, você estará fazendo o impossível.

São Francisco de Assis

.........................................................................................................

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Para Não Haver Solidão



Sou passos, compassos.
Busco um caminho
Para não andar sozinho.

Sou lágrimas, rimas.
Busco sentido
Para não chorar sozinho.

Sou risos, precisos.
Busco lábios
Para não sorrir sozinho.

Sou musica, única.
Busco ouvidos
Para não delirar sozinho.

Sou sentimento, momento.
Busco um coração
Para não amar sozinho.

E meu compasso de rimas precisas me leva a um único momento:
Estar ao teu lado... Para não amar sozinho.

*Imagem retirada da internet

Passe o Tempo que Passar



Às vezes os pensamentos são confusos.
Os sentimentos mais feridos
Teimam em confundir a mente.
Marteladas assolam o peito,
Cravam os pregos.
E os olhos choram junto com o coração.
Um aperto, um despeito, um sujeito triste.

Respirar fundo se torna difícil de alguma forma.
Cair de joelhos é inevitável.
Olhar para o céu é uma maneira de buscar uma luz.

Olho-te e penso nos momentos.
Apertando os punhos e cerrando os lábios,
Retorno ao chão.
Cair é inevitável, novamente.
E os olhos choram junto com o coração.
Um aperto, um despeito, um sujeito triste.

Mas sei que isso não significa que as alegrias,
As verdadeiras alegrias se vão.
Elas estarão comigo, em meu coração.
Por amor se sacrifica, sonha e tem esperanças
De um “para sempre” realmente eterno.

E os olhos sorriem junto com o coração.
Um alento, um momento, um sujeito
Que sabe amar e que nunca desistirá
De viver ao teu lado.

E passe o tempo que passar
Eu sei que vou te amar.


*imagem retirada da internet

domingo, 27 de junho de 2010

Assim Como as Cores




Como delirar ao sentir teu aroma
É me embriagar em teus olhos.
Perceber que ao meu redor
Tudo ganha nova dimensão,
Cor, exatidão e beleza.

O azul se torna mais azul
Como cada gota de azul que compõe o céu.
Como cada gota de azul que compõe o mar.

Como acordar de um sonho bom.
Todas as palavras semeadas.
Abrir os olhos e perceber que foi real,
Sentir o cheiro ainda ao meu redor.
E ouvir ressoar no meu peito
Tudo que foi dito.

O amarelo se torna mais belo
Como quando uma folha se solta para cumprir seu ciclo.
Como quando o sol fica mais feliz.

Uma canção, uma força, teu olhar.
Tudo que me faz lembrar, ver, acreditar.
E no espelho refletir o sorriso mais belo.
Um pássaro livre para o sonho de alcançar
A vasta imensidão solar.

E o vermelho se torna mais vermelho.
Como o pôr-do-sol.
Como o sentimento mais intenso... O amor.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Estou Aqui



Estou aqui
Diante das coisas que devolvem meu riso.
Diante dos sustos de alegrias.
Diante das lágrimas de felicidade.
Diante do teu sorriso.

Estou aqui
Sonhando com as verdades.
Sonhando com as palavras ditas.
Sonhando com os sonhos.
Sonhando com teu sorriso.

Estou aqui
Nascendo novamente.
Nascendo no pôr-do-sol.
Nascendo no teu olhar.
Nascendo no teu sorriso.

Estou aqui
Sentindo as doses de alegria fluindo em mim.
Sentindo meus sonhos serem regados pelo orvalho do teu beijo.
Sentindo meus desejos andarem de mãos dadas com os teus.
Sentindo o amor nascer do teu sorriso.

Estou aqui
Diante do teu sorriso.
Sonhando com teu sorriso.
Nascendo no teu sorriso.
E sentindo teu sorriso penetrar fundo minha alma.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Teu Olhar em Minh’Alma



E eu amo a forma como me olhas,
Como se teu olhar tivesse mergulhado na minh’alma.
Como se ele tivesse saciado a minha sede.
As nuvens descem aos meus pés,
Ou serão eles que subiram até lá?
Não sei explicar.
E eles dançam ao som do pulsar do meu coração.
 Nas artérias meu sangue flui
Qual distância diminuta
Levando meus sussurros aos teus ouvidos.
Em meus átrios estão guardadas
Cada gota de todo sentimento cultivado.
E nas prateleiras da minha mente todos os momentos
São organizados como uma coleção dos mais valiosos sonhos.
Cada pulsar, uma lembrança.
Em cada lembrança, um brilho nos olhos.
Em cada brilho, um sorriso.
Em cada sorriso, um sonho.
Em cada sonho, um beijo.
Em cada beijo, você.
E em você, o amor.

E de tudo isso me sinto como se tivesse surgido das cinzas
Qual fênix incandescente.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Mente Cansada




Distraído com minhas falhas.
Procurando uma forma
De encostar meus pensamentos no travesseiro
E dormir... E sonhar.

Me pego caminhando em círculos,
Voltando sempre ao ponto inicial.
Observando as marcas deixadas no caminho.
As mesmas marcas, as mesmas sangrias.
Querendo fechar os olhos
E dormir...

Um coração tranqüilo de uma mente cansada.

Por mais que se queria lutar
O cansaço sempre vence... Sempre.
E as forças buscam uma fonte
Para continuar na estrada.
Mas dão voltas em círculos
E dormem.
Na esperança de sonhar.
Algumas das imagens contidas nesse blog foram retiradas da Web. Se acaso alguma fotografia lhe pertença entre em contato e ela será removida ou receberá os devidos créditos (fica a critério do autor da imagem).


© gdeinspiracao.blogspot.com. Todos os direitos reservados. A cópia ou reprodução parcial ou total não-autorizada de qualquer obra contida nesse Blog está estritamente proíbida.

Plágio é crime!