Inspire-se!

Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente, você estará fazendo o impossível.

São Francisco de Assis

.........................................................................................................

sábado, 30 de janeiro de 2010

Eu distante de mim




Escuto passos, viro as costas.
Meus olhos buscam por um sinal.
E meio que sem pressa balbucio, corto as palavras.
Eu não quero mais ficar aqui,
Preciso destrancar a porta.

 Não tenho tempo.

A direção,
Preciso encontrá-la.
Vasculhar o fundo da gaveta da minha mente.
E mostrar ao mundo o que de real se sente
Quando por horas me perco em pensar tão insistentemente.

Tenho medo.

Na dor se conhece a verdade,
No choro se alivia as dores,
No sorriso se encontram as cores.
No espelho, a vaidade.
Ah! Mundo de total cumplicidade.

Errando sempre por pura idiotice.

Tentando respirar, mas sem êxito.
Tentando estancar as feridas.
Rabiscar o caderno que guarda cada passo dado,
Cada momento vivido, cada choro incontido.
Sei que hoje eu quero respirar.

Hoje quero me encontrar, mas estou distante de mim.

2 Comentários:

Hérlon Fernandes Gomes disse...

Estar distante de si às vezes nos permite uma visão mais panorâmica do que somos; permite que avaliemos melhor o destino que nossa alma procura.
"E mostrar ao mundo o que de real se sente", sim, esse deve ser o ofício do poeta.
Abraço.

Uanderson Andrade disse...

^^ concordo.
Nossa missão é instigar as pessoas a refletirem sobre seus sentimentos. Levá-las a ter um diálogo consigo mesmas.

AbraçO^^

Algumas das imagens contidas nesse blog foram retiradas da Web. Se acaso alguma fotografia lhe pertença entre em contato e ela será removida ou receberá os devidos créditos (fica a critério do autor da imagem).


© gdeinspiracao.blogspot.com. Todos os direitos reservados. A cópia ou reprodução parcial ou total não-autorizada de qualquer obra contida nesse Blog está estritamente proíbida.

Plágio é crime!