Inspire-se!

Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente, você estará fazendo o impossível.

São Francisco de Assis

.........................................................................................................

domingo, 24 de outubro de 2010

Palavras Ociosas


Eu não quero um delírio inventado,
Nem ter de imaginar como poderia ser.
Quero o calor a aquecer meu peito
E o ar quente da tua boca passeando pelo meu rosto.
Quero as respostas que tanto procurei
E quero achá-las em você.

Não quero que minhas palavras lhe pareçam ociosas
E nem que minha forma exagerada de amar saia de moda.

Quando vejo uma menina em seu vestido rodado,
Rodopiando com a leve inocência.
Vejo a mesma inocência nos olhos dos amantes.
Que amam sem culpa de amar.
E que apenas buscam as palavras mais belas,
Onde nenhum dicionário poderia dar significado.

Mas não quero que minhas palavras lhe pareçam ociosas
E nem que minha forma exagerada de amar saia de moda.

Por vezes, minhas palavras fogem de mim.
Procuro uma forma de encontrá-las.
Reviro as gavetas, minha mochila,
Até que lembro onde as deixei.
Estão dentro de mim,
No peito que outrora foi aquecido pelo teu calor.
E elas voltam quando tua respiração quente
Toca meu rosto novamente.

E sei que minhas palavras não são ociosas
Pois minha forma exagerada de amar nunca sairá de moda.

0 Comentários:

Algumas das imagens contidas nesse blog foram retiradas da Web. Se acaso alguma fotografia lhe pertença entre em contato e ela será removida ou receberá os devidos créditos (fica a critério do autor da imagem).


© gdeinspiracao.blogspot.com. Todos os direitos reservados. A cópia ou reprodução parcial ou total não-autorizada de qualquer obra contida nesse Blog está estritamente proíbida.

Plágio é crime!